Despadronize-se já!


Responda rápido: quantas barbies você já viu que possuem o corpo na forma de ampulheta? E quantas possuem o rosto oval? E agora, quantas mulheres você já viu por ai desfilando com um corpo ampulheta e um rosto oval?
Antes de dar a resposta óbvia, irei começar esse texto. Quando você lê sobre "como deve se vestir de acordo com seu corpo", já reparou que todas as dicas são para tentar te aproximar do dito "ideal", ou seja, moças com quadris mais estreitos que os ombros d e v e m usar roupas volumosas embaixo para dar a impressão de que o quadril é maior e ai, ficar na forma i d e a l. E quando você procura dicas de se maquiar e alguém te ensina o truque do contorno - que amo demais, lanço mão, sem ser hipócrita -, até o passo a passo, tudo lindo, mas ai a pessoa infeliz que está fazendo o tutorial sempre solta o comentário de que, com o contorno, seu rosto ficará mais oval. E assim que é bonito...

CHEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEGA!

Respondendo o óbvio que perguntei no início do post: todas as barbies tem corpo de ampulheta e rosto oval. Nem todas as mulheres tem esse tipo de corpo e esse tipo de rosto, os dois juntos, então, bem mais difícil. E, porque, no meio de tantas formas, tantos traços, tantos corpos lindos nós temos que escolher apenas um e dizer que esse é o belo? Enquanto isso, porque o resto tem que se esforçar, num truque de mágica, porque desconheço cirurgia de redução de ombro e aumento nos ossos do quadril, para alcançar esse tipo de beleza? Porque não valorizarmos o que temos e vemos beleza nisso? Porque é tão difícil olhar pro seu próprio corpo e ver que o que as revistas femininas dizem que você precisa esconder, por ser feio, na verdade, é algo bonito? 
Alguém, há um tempo atrás, acordou e escolheu um formato de corpo e um formato de rosto e disse que isso seria o mais bonito que o corpo humano poderia chegar. Uns dizem que foram os gregos, com aquela razão de simetria que eles tinham, outros, que foi um louco qualquer. Quem decidiu isso, não importa, na verdade. O que interessa é o fato que, desde que colocaram esse ideal como um ideal supremo, nós, mulheres, somos escravizadas, querendo ou não, por esse padrão. 
Há muito tempo atrás, mas bem menos tempo do que esse ideal surgiu, eu me irritava com meus ombros maiores que meu quadril. Tinha vergonha, achava feio. Até que um dia eu descobri que meus ombros são bonitos, eles tem uma cor quente, uma maciez característica e são bem definidos, então pensei: pra que esconde-los? E nesse dia eu descobri uma coisa que me mudou pra sempre: existe beleza naquilo que é dito o contrário. Existe beleza num corpo de triangulo invertido, num corpo pera, num rosto quadrado, num rosto redondo. Inclusive, algumas pessoas com os rostos mais bonitos que eu conheço, pasme, não tem o formato oval. Então eu me toquei que não tem dessa de existir só um tipo ideal de corpo e de rosto. Existe vários, existem inúmeras combinações genéticas que passam longe do dito "perfeito" e que são extremamente lindas. O corpo é existência, é realidade, é subjetividade, é objetividade. 
E não existe apenas uma existência, uma realidade, uma subjetividade, uma objetividade padrão. Existem várias, inúmeras, e todas elas, igualmente bonitas, cada uma a sua maneira. Afinal, já diria o escritor - ou a sorte do dia do orkut (?) - a beleza está nos olhos de quem vê. 

46 comentários:

  1. Temos que ser feliz do jeito que somos, nunca vamos agradar 100% das pessoas, então por isso temos que nos sentir bem sempre :)
    Arrasou no texto querida.

    Beijocas,

    www.nossoglamour.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. A mídia sempre arrumando um jeitinho de manipular nossa mente a pensar no que é bonito ou feio. Ser bonita é gostar de si mesma do jeito que é, seja magrela e alta como eu ou seja baixinha e gordinha como qualquer outra! Adorei o texto. Xoxo' <3
    Não sou uma It | Fanpage

    ResponderExcluir
  3. Os padrões sempre vão existir, e eles se adaptam com o passar do tempo . Talvez daqui a 10 anos seja ridículo mulheres com corpo ampulheta e essas coisas ... O que agente não pode deixar é se levar por esses padrões e ser de tal jeito por que nos queremos, se eu quero tem um corpo ampulheta é por que eu acho bonito não pelo que as outras pessoas pensam .
    www.ourblackpen.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. LIndo Isa, o que casa com algo que escrevi ontem: Vc tem que se vestir para mostrar quem vc é, e não o que os outros querem que vc seja...
    beijocas
    www.gerlianemoreira.com

    ResponderExcluir
  5. Belas palavras! Basicamente você disse tudo aquilo que eu estava pensando... De um tempo pra cá esses padrões que a sociedade impõe vem me incomodando cada vez mais. Aliás, incomodando cada vez mais nós, mulheres! Ainda bem né? Porque isso mostra que não estamos aceitando mais esses padrões, afinal cada uma é linda do seu jeito e não tem um manual de instruções pra se sentir bem, é só simplesmente parar de dar tanta importância para o que os outros falam e fazer aquilo que te faz feliz. Meus chocolates na tpm podem aumentar um pouquinho meu peso, mas quem liga? Eu amooooo chocolate!! hahaha

    Beijocas ♥
    http://oitoestacoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Adorei o texto xará! :)

    E super concordo, acredito sim que beleza é algo relativo, e o que é belo pra mim pode não ser para o outro e vice-versa!

    Bela reflexão!


    Beijão!

    Piece of My Heart

    ResponderExcluir
  7. Por muitos anos eu disse que não gostava de praia porque tinha vergonha das estrias de estiramento que apareceram na adolescência. Depois eu descobri que realmente não gosto muito de praia, mas se der vontade de me jogar no mar eu vou com estria, bundinha mole e o que for <3 haha

    Sinto falta de mais blogs questionando esse padrão de beleza. Essas "regras" pra se vestir me dão nos nervos e eu fiquei vários anos sem usar vestidos soltinhos porque tenho peito grande e quadril grande. "Você tem cintura fina, tem que marcar a cintura, senão vai parecer que está vestindo uma capinha de botijão de gás", diziam uns parentes. E o que me irrita ainda mais é as pessoas vindo perguntar se eu emagreci como se isso fosse um elogio, como se fosse natural e aceitável ficar reparando no corpo alheio. E isso me irrita e me deixa chateada sendo magra, imagina como é a vida das meninas que são gordas? :(

    O pior é que isso está tão internalizado que às vezes nem nos damos conta de porque achamos coisa X mais bonita que coisa Y. Não nos damos conta de como esse mundo doido faz com que sejamos nocivas com nós mesmas.

    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Af Isa te amo <3 Adoro ler textos bons e verdadeiros assim. A gente não percebe o quanto somos condicionados a gostar de determinadas coisas, e o pior, a desvalorizar outras em detrimento destas. É aquela coisa: só 5% das mulheres são magras e altas como modelos. Mas fazem os outros 95% se odiarem e quererem ser como elas. É foda, e quando as pessoas não questionam não há chance de mudar.
    beijo <3

    ResponderExcluir
  9. Não importa se você está no padrão ou não, sempre vai ter alguém pra dizer que está errada e que tem que ser assim e assado. Eu me preocupava muito com essas coisas há um tempo atrás ate que joguei a toalha e resolvi ser mais eu, me amar mais! E olha, nunca me senti tão bem na vida! Que se dane a sociedade e o que os outros pensam, eu tenho que me aceitar e ser feliz como eu sou, o resto é resto. Adorei o post!

    Beijoos, Ana Carolina
    Simplesglamour.blogspot.com
    Instagram e Twitter: @simplesglamour

    ResponderExcluir
  10. Isa, preciso nem dizer que tô aqui te aplaudindo de pé e amando cada frase desse texto, né? Quando tu começa a escrever sobre algum assunto eu já abro a minha cabeça pra absorver o máximo que eu conseguir porque, menina, como eu te acho inteligente! E como eu adoro o jeito que tu expõe essa inteligencia pros leitores!

    Adorei a temática e acho que como a maioria das meninas aqui eu já tive problemas com auto estima e esse negócio de querer me encaixar nos padrões "barbie girl". Entrando em outro tema que não está tão longe desse, já tive muita preocupação e receio de fazer alguma coisa diferente - seja no modo de me vestir ou no estilo do cabelo, por exemplo - por motivos de: as pessoas julgam. Mas de uns tempos pra cá tô tocando o foda-se e desde que comecei a me aceitar como eu sou tudo está mais bonito. Eu olho pro espelho e gosto do que vejo (na maioria das vezes, porque né, tem dias que a gente acorda querendo morrer auhuahau) e foda-se o que os outros pensam ou impõem.

    Acho válidas essas temáticas pra posts, traga mais textos assim que ficarei incrivelmente feliz de ler coisas assim maravilhosas!

    Bjo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahah sim, eu também já sofri muito com a minha autoimagem - e sofro até hoje porque não consigo estar 100% satisfeita comigo mesma -, mas nem tem comparação ao que já foi. Hoje consigo olhar no espelho e me sentir bem comigo mesma e isso nem entra no mérito de ser bonita ou não. E é isso que importa.
      To amando ver essa revolução nas mulheres, segurança é tudo de bom <3

      Excluir
  11. Perfeito Isa!
    Eu concordo que esse padrão que a mídia impõe não deve ser seguido porque isso aliás, é impossível!
    Somos lindas como somos e ponto final!

    Bjus, Bjus flor!

    Tem sorteio no blog e vídeo novo no Canal, te espero lá ;)

    Aline Laitarte - http://www.bomboneca.blogspot.com
    Canal Aline Laitarte Bomboneca

    ResponderExcluir
  12. Super concordo com o texto!
    Somos lindas como somos e como agimos né? Pq a atitude também é beleza
    beijo
    www.tatices.com

    ResponderExcluir
  13. Não tem nada mais bonito do que tudo ao natural. Não é atoa que o que está mais em alta agora é fazer maquiagem "natural", fazer a maquiagem parecer mais natural possível né? Então, eu acho que assim, a gente tem um corpo tal ou uma aparência tal e devemos apenas realçar ela, não modificar (a não ser que seja em caso de saúde). E concordo com isso que a beleza está nos olhos de quem vê, não é atoa que eu acho todo mundo bonito (é sério).

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
  14. Adorei o seu texto! Eu sofri muito na minha adolescência porque sempre fui gordinha e não me encaixava nesses padrões de beleza, já fiz dietas malucas e cheguei até a ficar doente por causa disso. Hoje em dia já aceitei que meu corpo é assim e aprendi a gostar dele do jeito que ele é.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. eu tenho corpo ampulheta E rosto oval! hahahaha! E mesmo assim sofri horrores na escola. Pegavam no pé da minha pele que era branca demais. Pegavam no pé do meu estilo musical. Pegavam no pé do meu estilo de se vestir, do meu jeito de falar. Basicamente de tudo. Até quem esta no "padrão" passa por perrengues assim. Eu não gostava do que via no espelho. Hoje eu gosto.

    bjs de Filipinas,
    Gabi Barbará
    Barbaridades!

    ResponderExcluir
  16. Oiee
    gostei muito do seu texto.
    Ótima reflexão!
    Bju

    http://karinapinheiro.com.br/blog/

    ResponderExcluir
  17. Nem todos acham bonito o estilo barbie, e a maioria das mulheres nem tem esse corpo. A gente é escravizada mesmo com esse tipo de idealismo de beleza, mas a verdade é que ninguém é perfeito, todos temos defeitos e qualidades. Temos que aprender a lidar, e o mais importante gostar de si mesmo.
    http://teoremademari.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Falou tudo!

    Por mais que dizem que não há preconceito por aqui, existe esse preconceito calado que escraviza as mulheres na busca de um corpo ideal...

    E por mais que as revistas de moda e beleza fingem estar modernizadas, cadê as mulheres de verdade nas capas? De vez em quando uma ou outra revista colocam uma capa de plus size, mas é de vez em quando, como se fosse uma edição especial. E mesmo quando coloca uma atriz na capa, faz o que você disse, usam de técnicas para deixá-la com corpo ambulheta e rosto oval, inclusive abusando do photoshop para isso. Chega, mesmo!! Cadê as mulheres tamanho 40, 42 também?

    Enfim, é isso aí! Vamos despadronizar!! :)


    beijoo,
    Dressa
    Blog Dress

    ResponderExcluir
  19. Amei! Que bom que abordou isso, e que bom que a internet tem sido um ótimo meio de expandir a revolta popular contra toda e qualquer padronização imposta pela mídia, me deu até vontade de fazer um post falando sobre também. Chega!

    Preserve Suas Raízes

    ResponderExcluir
  20. Nossa, concordo com tudo, pra mim não existe ''ideal'' todas somos belas a nossa maneira, e como vc disse a beleza está nos olhos de quem vê. Ótimo texto.

    Beijos :D
    www.pincelrosa.com

    ResponderExcluir
  21. Nunca cheguei nem perto de ser padrão
    mas confesso que já quis ser, mas minhas leituras, leituras como a sua, me ajudaram a ser quem eu sou e perceber que isso não tem nada a ver
    e entender o por que de nos querem todas iguais

    bjs

    ResponderExcluir
  22. O pior é que enquanto temos que resistir a pressão da mídia e das marcas para sermos felizes com nosso corpo, existem outras mulheres paranóicas que querem que todas sejamos maníacas iguais a elas. Depois que engravidei vejo ainda mais como as pessoas são paranóicas, ficam falando sobre fazer dieta durante a gestação.. vê se pode, pra mim é loucura hahahaha

    Blog: www.bybiancaconde.com.br
    Fan page: www.facebook.com/bybiancaconde

    ResponderExcluir
  23. Estou tentando sair dos padrões há tempos. Nunca concordei com eles, mais todo apoio é bem vindo, queremos sempre melhorar.
    Beijos, http://www.blogdoseujeito.com.br/

    ResponderExcluir
  24. SABE UMA COISA QUE EU ODEEEIO DO FUNDO DO MEU CORAÇÃO?
    Matérias em revisitinhas femininas "ensinando" o que você pode ou não pode usar pra cada tipo de corpo. E O PIOR: pessoas reproduzindo isso e dizendo "ah, não uso listras horizontais, elas engordam". ALOOOOOOOOOW, minha gente. Que baboseira sem fim, que chatice sem tamanho. Eu tenho minhas coisas e manias na hora de me vestir, mas jamais vou seguir padrãozinho porque as pessoas ficam incomodando dizendo que meu corpo não dá pra isso ou pra aquilo, a vida é muito curta pra ficar de mimimi reproduzindo o que gente babaca impõe pra você, sabe? Vamos ser livres e felizes com o corpitcho que temos e BEEEEEIJOS


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahah sim, thayse, jamais deixarei de comprar blusas que mostram que meus ombros são maiores que meu quadris por esse fato.
      ME DEIXAAAAAAAAAAA

      Excluir
  25. nossa texto incrivel!!!!!! chega mesmo desse padrao irreal e quase impossivel que nos deixa "loucas"! quero ser eu mesma XD

    www.tofucolorido.blogspot.com
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  26. Simplesmente concordo com tudo do seu texto! Ninguém nunca está satisfeito com si mesmo, porque sempre tem alguém dizendo o que é bonito/ideal, como se todos tivessem que concordar com isso!

    http://www.brazilianvogue.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Texto suuuper!!! É horrível essa exigência de um corpo ideal que alguém algum dia resolveu estabelecer como padrão e todos acataram até hoje. E por mais que tenham textos inteligentes como esse aqui que você postou ainda tem uma enxurrada de asneiras insistindo que a gente é obrigada a almejar e alcançar esse padrão considerado perfeito. Triste.

    ResponderExcluir
  28. Ah eu indiquei você em uma tag, dá uma olhada no meu blog, http://makeeasas.blogspot.com.br/2015/01/7-coisas.html
    Bjoo^^!!!

    ResponderExcluir
  29. É muito ruim saber q isso er vdd e pior ainda é assumir.. Cada um tem sua beleza.. Mais se nao tiver o padrao de beleza universao firo feia. isso nao é legal.. adorei o post e o blog ja estou seguindo segue de volta beijos..
    Melhor Metade

    ResponderExcluir
  30. Falou e disse, Isa! Tava pensando nisso esses dias sabe, 2015 chegou cheio de reflexões filosóficas e interiores, a respeito de mim mesma, da vida, e cheguei a conclusão também que tentar me encaixar em um padrão só me colocava muito longe do meu objetivo de amor próprio.
    Já mudei muito minha cabeça a respeito do corpo, porque quando era mais nova, odiava ser tão magra, mas ainda sim tenho que me policiar para não cair na besteira de achar que preciso engordar, ganhar massa para ficar mais bonita de acordo com os "padrões".

    Beijão e tenha uma ótima semana.
    http://perigosasgarotas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  31. É bem verdade... mas o certo que nunca ninguém está satisfeito com a imagem que tem... e a bem da imagens perfeita, muitas vezes cometem-se imprudências.

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  32. Super concordocom você! Chega de padrões!! Devemos nos amar do jeito que somos!
    Beijokas

    estilodesobrababy.blogspot.com

    ResponderExcluir
  33. Adorei seu texto. Tá mais que na hora de todo mundo parar de querer seguir padrões impostos. Existe uma variedade de corpos, existem belezas diferentes, as pessoas deviam valorizar isso!

    bjs
    blogtrashrock.blogspot.com

    ResponderExcluir
  34. Concordo em tudo, me abraça!!
    Eu não ligo muito para os que os outros dizem e estou muito feliz pesando 65. rs
    Chega de padrões mesmo.

    Beijos!

    Blog Pam Lepletier

    ResponderExcluir
  35. Que texto lindo isaaaa
    realmente temos de nos amar como somos
    www.carolinafaria.com.br

    ResponderExcluir
  36. Sensacional. =)
    Somos todas lindas e diferentes. E justamente por sermos diferentes, que somos ainda mais lindas. Temos que nos amar e aceitar como somos e parar de neurose. Amei.

    Beijinhos
    n. // Fashion Jacket
    www.fashionjacket.com.br

    ResponderExcluir
  37. Nossa, ótimo texto! Falou tudo!
    Temos que nos aceitar como somos porque a definição de bonito e ideal não é (e nem deve ser) igual aos impostos pela sociedade.
    Beijão,
    http://www.flaviacarboni.com.br

    ResponderExcluir
  38. Belíssimo texto, é preciso começar a deitar fora estes padrões pré-concebidos de beleza. Todas pessoas tem a sua beleza, não há uma beleza ideal cada pessoa tem os seus padrões de beleza :)

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderExcluir
  39. É isso aí Isa! A.M.E.I. o desabafo. Tenho ficado cada vez mais irritada com a quantidade de regras disfarçadas de "dicas" que vejo por aqui. Que tal cada um descobrir a sua própria beleza e não ditar o que eu devo ou não fazer para me encaixar num ideal comum? #desabafeitambém

    ResponderExcluir
  40. post incrível Isa! Toda mulher deveria ler esse texto!
    E tá, padrão foi uma coisa que enfiaram e enfiam até hoje nas nossas cabeças em revistas, comerciais e tudo mais, só que eu acho que se a gnt não desse tanta importância pra isso, isso mudaria o ''olhar'' da mídia (bom, pelo menos tenho a esperança que mudaria haha)

    www.blogamorarosa.com

    ResponderExcluir
  41. Nunca faça algo para agradar os outros e sim para nós mesmo. Beijos.

    Beijos
    www.heyealaysa.com

    ResponderExcluir
  42. O que eu acho mais lindo na moda e na maquiagem é que ela faz voce ser quem quiser. E essa é a pegada. Inteligente quem, ao invés de tentar alcançar o corpo perfeito, esconde o que não gosta e mostra o que gosta. Um jeitinho de, como eu ja disse, ser quem (e como) quiser.
    Não, eu não tenho o rosto oval e nem o corpo perfeito, mas isso não vai me impedir de usar o óculos que eu quiser ou a saia mais listrada dessa terra.

    Beijo, beijo, Ana do dia ♥

    ResponderExcluir
  43. Adorei o texto!
    E concordo com o que você disse. Acho que é besteira tentar adaptar a si mesmo para se encaixar nos padrões.
    Este texto fez com que eu me lembrasse da época em que eu comecei a usar óculos. Foi na 5ª série e ninguém usava, eu me sentia super estranha e sempre rolavam algumas piadinhas. Eu me sentia mal, mas um tempo depois me acostumei e até curti. Um ano depois essa coisa de óculos de grau virou febre e todo mundo usava mesmo sem precisar, sacas?
    Aí me senti suuuper idiota, tipo "legal, eu fiquei tão preocupada com a porcaria do óculos e agora ele vira modinha" hahahaha, e é até hoje, né?
    Hoje em dia tô nem aí, quero mais é que se fodam. Uso o que eu quero, o que me faz feliz.

    Beijão! (dani)
    www.heroinasmodernas.com

    ResponderExcluir

Qualquer comentário é bem vindo, mas se for comentários de sdv, eles serão devidamente ignorados.
Beijos.