Sobre peso e felicidade.

Essa que escreve se inspirou no texto de duas blogueiras amigas e há tempos vem querendo falar sobre esse assunto. Decidi que hoje seria o dia: comecei o dia me alimentando bem e pensando que assim seria, até a festa de confraternização do francês que tinha duas bacias, uma com brigadeiro e uma com beijinho. Não deu. Estou triste? Nem um pouco.
Vocês já me viram falar 843092840923 de vezes aqui no blog que você é o que você come, certo? Só que quando eu falo isso, eu não falo no sentido de "você é magra porque você come coisas para ficar magra".  Não. Nunca. Você é o que você come no quesito saúde. O que eu busco para mim não é uma barriga chapada, umas pernas torneadas e um bumbum empinado. Isso é consequência. Isso é o fruto. A partir do momento que o seu objetivo é entrar no manequim tal, muitas coisas perdem o sentido. São nessas horas que você começa a fazer besteira, por os pés pelas mãos e fazer aquela dieta que "perde 10kg em uma semana", ou pular refeições, ou parar de comer. Mas o assunto de hoje não é sobre como comer, como fazer para ter um corpo legal, nem nada. O cerne da questão de hoje é simples: Não se aceite como é, mas como te faz feliz.
Hã?! Meio desconexo né? Mas vou explicar: a gente vive vendo textos na internet dos dois extremos: de um lado, mulheres extremamente magras, daquelas que não tem onde por defeito, que dizem "inspirar" a pessoas a seguirem um estilo de vida "saudável", quando na verdade fazem um total desfavor para a sociedade ao jogar informações sobre o que ela come - sendo que isso não é adaptável para todos e na maioria das vezes, esconde jabás - e ficar mostrando como é legal ir para academia domingo. De outro, em menor quantidade, pessoas frustradas que fazem questão de falar que não estão nem ai para o peso e que comem o que querem, mas morrem de vergonha de usarem aquela saia que deixa suas pernas lindas porque estão complexadas demais nas celulites que só elas veem. Contudo, há um meio termo que eu me considero inserida que serve, basicamente, para tentar falar: Não precisa ser assim. haha
Vamos lá: quantas meninas eu já vi na academia se queixando de vontade de comer tal coisa, ou de sair e fazer aquela social com a galera, com direito a cervejinha e batata frita com cheddar e bacon, mas que isso atrapalha o tempo do "treino" (PS: VOCÊ NÃO É ATLÉTA, VOCÊ APENAS MALHA) e a dieta em si? E quantas meninas estão acima do peso e deixam de sair por causa disso? Não gente, não é pra ninguém aceitar como é se isso não te faz feliz. Se você REALMENTE ama essa vida de ~marombeira~ e não está nem ai para os porres que você está perdendo nem para aquele brigadeiro deli com as amigas, ótimo, parabéns, continue assim. E se você não está nem ai se o lanche do McDonalds tem quase metade das calorias que você, tecnicamente, pode comer no dia, e ainda sim está com a confiança em alta e se sente bem, então pronto, isso que importa! O que não dá é pra ficar sofrendo querendo um corpo de tal jeito ou então uma vida de outra forma e ficar continuando praticando os mesmos velhos hábitos. Quase nada na vida vem de graça e é muito inútil manter esforços numa coisa que te frusta.  (Acho, aliás, que o caminho é o equilíbrio e já disse isso milhares de vezes. Cada um sabe das suas necessidades, das suas frustrações e daquela gordurinha naquele lugar que parece que não quer te abandonar nunca. E cada um sabe quando está exagerando, pros dois lados. Mas, novamente, essa não é a questão aqui.) Ou seja, resumo da ópera: você não precisa ser gorda, magra, sarada, magrela, alta, baixa... você precisa ser feliz.
Então, toda essa lorota para dizer o que eu disse ali em cima: Se aceite da forma que te faz feliz. E o aceitar aqui não quer dizer se sujeitar a realidade e tentar fazer disso a sua felicidade. Pelo contrário, levanta e faz, independente desse fazer ser ir para academia, agachar com 60 kgs e fazer muay thai por uma hora ou para aquele lugar que vende um hambúrguer maravilhoso, com refrigerante e batata frita. Com muito catupiry, por favor.


ps: sou péssima em escrever textos, gente. Então, sei que ficou horrível, mas queria muito falar sobre esse assunto. 

42 comentários:

  1. Isa, gostei muito do texto. Sempre penso que cada pessoa tem um jeito diferente de se relacionar com o mundo e isso inclui a maneira que ela se vê, os alimentos e exercícios. Por isso, acho que cada um tem que pensar no que realmente faz bem e no que realmente vale a pena ingerir, pensando no seu organismo e no seu tipo de vida. O mesmo vale pros exercícios, tem gente que odeia acadêmia, mas ama pilates e se encontra nesse tipo de atividade, sabe? O que eu acho, concordando com você, é que não dá pra ser hipócrita. A vida é uma só, portando vale a pena fingir que tô bem com meu corpo e seguir assim, infeliz? Ou vale a pena ser uma pessoa bitolada que não pensa em nada a não ser fazer exercícios? Acho que os dois extremos são perigosos... As pessoas realmente deveriam refletir mais sobre essas decisões e aproveitar melhor a vida, não se acomodando e indo atrás do que realmente querem e de como querem se ver, sendo felizes.


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, de que adianta passar a vida inteira numa situação que lhe é incomoda? Desperdício de tempo, apenas.

      Excluir
  2. Isa, o que você disse é certo! Eu nunca me matei pelo meu peso, mas ultimamente andei me sentindo muito inchada e intoxicada, enfim, não saudável. Me indicaram a dieta dos 17 dias, eu li e tirei pra mim o que acho que faz sentido e me faria bem. Há quase 4 meses cortei massas e carboidratos gritantes do meu dia a dia (em dias especiais eu como e não me arrependo em nada!), adicionei frutas na minha dieta e aprendi a comer e gostar muito de salada. Emagreci dois quilos, a dieta prometia 7kg, 10kg, mas eu acho que tô bem melhor psicologicamente assim! Hoje em dia tudo é extremo, tá ficando raro alguém ser mais sensato quando se trata disso, é guerra pra todo lado, gente que briga porque é gordo, gente que briga porque é magro.. loucura! HAHAHAH beijos!

    Strawberry Fields

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essas dietas loucas não dão certo, sério. E cortar totalmente o carboidrato dá o efeito contrário! Mas sim, tem que ter equilíbrio, reeducação alimentar, sabe? Senão, não adianta!!
      Mas sim hahahha tá cada dia mais difícil, viu?

      Excluir
  3. Como já vi esse texto antes em primeira mão, eu preciso dizer que ler novamente me fez perceber que ele tá realmente foda e coberto de razão. Vou dar a minha opinião novamente, embora você já saiba:
    Eu acho super válido as pessoas resolverem se exercitar, malhar, praticar algum esporte, correr, qualquer coisa assim. Também acho que reeducar a alimentação é uma escolha pessoal e tudo bem se alguém decidir fazer isso. O que me incomoda nessa onda fitness, é na verdade essa culpa por comer alguma coisa que não seja barra whey. Eu entendo que você pode não se sentir bem com o seu próprio corpo e queira fazer algo a respeito, o que eu não entendo é que se nem scarlett johanson se livrou de celulites, estrias ou pelanquinhas a mais, por que nós temos? Ela é um puta ícone pra nós mulheres, cara. Esse pessoal confunde muito peso com felicidade, e comer pra mim é felicidade.

    La Diabolique - Fan Page

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahaha eu sei muito bem da sua raiva com a palavra whey e tudo que ela representa, ow hahhaha
      E sim, concordo plenamente com esse final <33

      Excluir
  4. A-do-rei, falou tudo, o negocio não é ser "perfeita", nem ter o corpo perfeito, é exatamente como você disse, tem pessoas que se matam para terem isso, dietas loucas de "emagrecer 10 kg em uma semana", em vez de te causar bem , como várias pessoas se iludem, na verdade só te causa mal. Pular refeições também é uma coisa horrível e desnecessárias, só precisamos comer bem, nos horários corretos, e não precisa se privar de algumas coisas, mas também não podemos exagerar!

    Agora falando de academia, malhar e etc, eu acho ótimo, mas não é para ficar sem comer certas coisas por causa disso, você está malhando pela sua saúde, para seu bem estar, bem consigo mesma.

    Para começar a emagrecer, começar a ter um corpo desejado, temos que ter em mente que isso não é só uma escolha de ir a academia e tal, é a nossa educação alimentar. Não vamos deixar de comer chocolate, ou algum doce por causa disso, algumas pessoas tomam decisões precipitadas demais, e isso não a fazem bem!

    Nova seguidora, aguardo sua visita!
    http://voltinhasemparis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente. Emagrecer é consequência de uma mudança de hábitos. Não pode nunca ser encarada com objetivo!

      Excluir
  5. Gostei imenso do texto querida :')

    *Beijinhos*
    Caty<3
    http://myfairytale4.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  6. Adorei o seu texto, acho que o que importa é você se sentir feliz.
    Super bjks ♥
    Blog Carioca Básica|FanPage|Instagram

    ResponderExcluir
  7. Belo texto querida... meu chefe deveria ler isso... hauehuaehua ele é um idiota e quer que todas as mulheres sejam malhadas pq a sociedade pede... ¬¬
    Eu acredito que temos que ser felizes, é claro que a saúde é essencial... mas não ligo nem um pouco sobre o que a sociedade pede, ou acha bonito.

    Adorei suas palavras.

    Um beijo
    Sherry
    misslittlepanda.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Acho fundamental a gente buscar o que é melhor para gente. Conheço pessoas que lutam para emagrecer, ficam um palito e depois de um tempo voltam a engordar e outras que mesmo magras se acham gordas, a insatisfação eterna
    big beijos

    ResponderExcluir
  9. Concordo com você, Isa.
    Vejo pessoas por aí emagrecendo, ok. Mas também vejo gente por aí emagrecendo sem saúde, cortando tudo que "acha fazer mal" porque alguém lhe disse que fazia mal, sem consulta nenhuma com um profissional.
    E aí, nesse meio, entra minha história: sempre fui gordinha. Ano passado emagreci muito e muito rápido e, quando fiz exames para saber o que estava acontecendo, descobri que tinha hipertireoidismo. Fiquei feliz porque finalmente havia emagrecido o que tanto tentava há tanto tempo, mas depois me convenci de que, na verdade, emagreci sem saúde, da maneira mais errada possível. Fiz o tratamento e engordei tudo de novo, com direito a quilos extras. A luta, agora, é emagrecer, de novo, mas da maneira saudável. E essa é uma luta contra eu mesma, uma luta para adquirir uma disciplina, sem ter que abrir mão de tudo o que eu gosto ao extremo.
    Se sentir bem consigo mesmo (com saúde) é o foco, detalhes como corpo bonito, calça 38 é, de fato, consequência.
    Amei o texto, beijão <3

    Closet Criativo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, tem muito conhecimento de internet por ai que não tem nenhum embasamento científico, ai complica, né.
      Mas vai dar tuuuudo certo, tanto no controle da tireoide, quanto no seu corpitcho!!

      Excluir
  10. o texto não ficou horrível, pelo contrario está maravilhoso e mostrando o que realmente importa: a nossa felicidade!

    www.amoorarosa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Eu acho ficou lindo o que importa é se senti feliz e correr atras do que realmente vale a pena ...

    beijos Tainara !


    http://loucaapaixonada22.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Gostei muito do seu texto, foi meio que um tapa na minha cara (mas pro bem haha). Eu vivia reclamando do meu corpo até pouco tempo atrás, nunca fui goooorda, mas também nunca fui magra.. até que decidi começar a fazer exercícios físicos e melhorar minha alimentação, estou muito mais feliz! (:

    brazilianvogue.com.br
    Instagram/Twitter: @ferbiajoti

    ResponderExcluir
  13. Não ficou horrivel nda!!
    Ficou bem expressivo e claro eu gostei muito!!
    E todo mundo deve procurar uma motivação para melhorar e não ficar reclamando o tempo todo neh...
    Bjos
    http://meninadivadamodaoficial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Não ficou nada horrível Isa, achei ótimo o texto. Super concordo com você, acho que cada um tem um caminho, tem uma maneira pessoal de ser feliz. Não adianta tentar se encaixar no molde do outro, o negócio é ser feliz da sua maneira!

    ResponderExcluir
  15. Ameeeeeei o texto! E mostra o que realmente importa. Adorei!
    Beijinhos, Isa.

    Heart of Sunday
    www.heartofsunday.com

    ResponderExcluir
  16. Curto textos assim, não se preocupe que ficou ótimo! Já pesei quase 70kg, e hoje estou com 49kg e isso em dois anos, e juro que nessa transição de perda de tempo eu não ficava obcecada querendo logo perder peso e tal, fiz tudo com calma, mudando alimentação aos poucos e etc. Confesso que ainda hoje não estou satisfeita com meu corpo, mas não deixo de comer naaada que gosto, passei um tempão sem comer o que queria e agora que posso vou ficar "ah, tô muito gorda", que nada, é pra comer mesmo. E o bom é que não fico com o peso na consciência após comer, haha.

    Beijos, wwwgertiegirlcom.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, COMO que alguém não tá satisfeita com 49kg? O_O Sério, para!!!! hauhauahuhauhau

      Excluir
  17. Muito bom o texto!

    http://www.laizfonseca.com/

    ResponderExcluir
  18. "Não se aceite como é, mas como te faz feliz." Já basta. Texto perfeito. Um beijo, Na Mesma Frequência

    ResponderExcluir
  19. Olha, sou super de acordo com o seu texto, eu estou acima do peso é fato. Não estou feliz é fato. Estou triste é fato. Mais é difícil, muito difícil... mudar os hábitos, sair da zona de conforto, o chato é saber o que tem fazer e como fazer e não conseguir fazer... Não me sinto bem e quero mudar, acho que seu texto me ajudou bastante..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sair da zona de conforto NUNCA é fácil. Mas mudanças fazem parte da vida, e você deve pegar suas frustrações e fazer disso o maior combustível para mudar.

      Excluir
  20. Beijos
    http://segredosdacahlima.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Resumindo, você tem que estar feliz como você é, mas não se acomodar mas se deseja alguma mudança deve faze-la mas por amor e vontade própria e não com sofrimento, essas coisas não duram...
    Agora eu acho lindo quando alguém se propõe a "evoluir" por conta própria, ainda mais em termos de saude, ela pega e vai a luta! Admiro!

    Beijokas linda Isa!
    www.ideiaconsumista.com

    ResponderExcluir
  22. Eu gostei do texto, Isa. Me olho no espelho e sei que tenho que melhorar no quesito peso, mas nada acontece da noite pro dia e sem esforços. O seu texto me fez refletir bastante sobre o que está passando no momento na minha vida, e mesmo que eu não me sinta depressiva e esteja feliz, o peso é só mais um detalhe!

    Beijos,
    Ana do Do lado de cá Moda
    Tem sorteio no blog, concorra a um Ray Ban Round!

    ResponderExcluir
  23. Concordei em quase tudo no texto, discordei apenas da parte que diz que é pessima pra escrever! Você falou de um assunto sério de forma descontraida e que todas as pessoas deveriam ler para buscar e entender aquilo que elas realmente querem para si mesmas. Muita gente diz pra mim "ta precisando engordar heim queridinha" ou "nossa ta passando fome é?" mas poucas pessoas entendem que eu me sinto bem assim. Confesso que como besteira pra caramba e que já já meu colesterol vai pedir socorro mas me sinto super bem com o meu corpo, "esquelética" como alguns dizem, mas com certeza muito feliz!

    Beijoos, Ana Carolina.
    Simplesglamour.blogspot.com
    Instagram e Twitter: @simplesglamour

    ResponderExcluir
  24. Realmente, não consigo entender quem sofre apenas parar entrar no padrão de beleza, já fui gordinha mas nunca me privei de nada, o que adianta ser magra e infeliz? Adorei o texto, pode continuar escrevendo hahah
    Beijos
    http://www.letrasebrilho.com/

    ResponderExcluir
  25. Isa, eu tb acho que equilíbrio é tudo nessa vida!! Do quê adianta se privar dias e dias e se acabar numa festa por exemplo?! Nada! Então sabendo equilibrar as refeições e "porcarias" ajuda sim a ter uma vida saudável e um corpo bonito.
    Beijos, Té
    www.bloglola.com.br

    ResponderExcluir
  26. Menina, você detonou com esse texto. Eu quero muito malhar, mas não vou deixar de comer certos alimentos porque isso..e porque aquilo. Malharei sim e serei feliz sim e comendo bem! :p

    Fan Page l @PriscilaFrr
    xoxo.

    ResponderExcluir
  27. Isso é. Só é uma pena que o cheiro do óleo em creme não dure por muito tempo! :(

    Concordo com você, Isabella. O que realmente importa é a pessoa estar bem com ela mesma, independente de qualquer "padrão" de beleza.

    Ótima segunda!

    Beijo! ^^

    ResponderExcluir
  28. Eu concordo demais contigo, Isa. Sempre pensei que é ruim deixar de comer tudo o que a gente gosta, se policiar e tal nessa onda ~saudável~ mas também acho horrível se olhar no espelho sem gostar da imagem refletida. O caminho do meio é sempre o mais inteligente, né? Tem prazeres na vida que não dá para abrir mão, mas pensar um pouquinho na nossa saúde, lembrando que provavelmente ainda viveremos muitos anos, é essencial.
    Tu escreve benzão Isa <3 Não é a toa que faz direito, né? haha beijo!

    ResponderExcluir
  29. De forma alguma este texto ficou ruim.
    Gostei muito do lance do equilíbrio, e também acho que o importante é ser feliz, SEMPRE.
    Afinal o que são padrões, padrões...meu dedo pra vocês!
    Beijos Isa, continue assim, diva <3 HAHAHA
    Tamy | www.descoladavida.com

    ResponderExcluir
  30. Horrível é sua mania de dizer que ta horrível. USAHSAUHUSAHUSAH
    Agora, sério, isso pode funcionar para pouca gente. Digo, o texto...
    Eu tenho problemas com meu peso desde sempre. Em terra de magrinha pernas grossas como a minha sempre foram meio "erradas". Ainda mais que meu quadril é largo e minha barriga está um pouquinho saliente demais: estou começando a me incomodar seriamente. Agora, eu AINDA tenho ciência do que tenho que fazer para virar isso, mas muita gente não tem... Morro de vergonha de usar um vestido e biquini nem fudendo; mas com minhas roupinhas eu ainda me sinto bem, mas conheço pessoas que simplesmente não saem de casa por isso.
    E acho mais: Para você se sentir feliz, você tem que estar de bem com seu corpo. E a maioria das pessoas não fica muito bem com qualquer peça... E isso as deixa triste, acham que nunca vão conseguir ser aceitas, comem bolo e tem medo de academias. O que eu falo tem sentido aí? UHSHUSAHA
    Não discordo de você, só acho que o buraco é mais fundo.
    Decididamente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quase um livro de GoT esse meu comentário. USAHHUSA

      Excluir
    2. hahahhhaah não tem problema ter escrito um comentário grande, eu realmente gosto. E sim, entendo que o buraco é muito mais fundo. Mas todas essas questões são extremamente subjetivas, sabe? E estão mais ligadas a forma como a pessoa lida com isso do que com as roupas em si. Porque não, as marcas não vão ignorar tais e tais cortes. E eu sei que tem roupas que ficam feias em algumas pessoas, sei disso porque saias retas ficam horríveis em mim. Então, o que eu quis dizer nesse post foi: muda a situação se não se sente bem com ela! Se você se sente bem comendo bolo e não indo pra academia, mas na hora de sair isso não importa pra você, ótimo. Mas se incomoda e te impede de fazer as coisas, é hora de dar um jeito nisso. Porque é fácil falar que os cortes não valorizam ou que a moda não é pra gente de tal e tal corpo. Isso todo mundo faz e ninguém vai mudar. Agora, o jeito que você vê a si mesma pode e DEVE mudar. Mas só irá ocorrer quando você der o primeiro passo.

      Excluir
  31. Então né? Posso pensar pra comentar? hahaha esse é um assunto, meio que complicado, pra mim, pelo menos ;_;
    Você disse: "Se aceite da forma que te faz feliz."
    Eu sou meio complexada com meu corpo sabe? A estrutura do meu corpo, é um dos que eu menos queria ter, e fui sorteada! ⇥ Ombros largos, "gordinha" (porque confesso não ser tanto, mas tenho uma barriguinha que me incomoda sim!), e quadril estreito :( Sabe, estou aqui, falando isso pra geral ler, mas tenho uma certa vergonha de falar...
    Quando era mais nova fui muito zoada pelo meu corpo, uns falavam que eu parecia um Funil, e eu cresci assim, triste com isso, porque não tem como mudar essa estrutura óssea no caso, rs
    Tem roupas que eu não posso usar que fico HORRÍVEL, vestidos, xé, muito difícil encontrar um que fique legal. Então decidi ir pra academia e maneirar na alimentação, pra pelo menos dar uma modelada no corpo, pegar mais perna, pra tentar ficar meio que "igual" embaixo e em cima... Mas desisti, e ao contrário de muitas pessoas, quando fico nervosa ou ansiosa, eu como e comoooooo mesmo, aff
    Eu sou feliz como sou, comendo o que eu quiser, mas tem dias que me bate o desespero e eu olho no espelho falo que vou mudar, e vou comer de novo :3 porque sou dessas! hahahaha
    Sei lá, se ficou meio sem sentido o que eu comentei, não vou ler de novo pra ver se ficou coerente... mas só quis mostrar que eu sou feliz assim, não vou dizer que não sou, mas quero e sei que posso ser feliz de outra forma também, talvez até mais feliz!

    beijos,
    Away in Silence ✿

    ResponderExcluir
  32. Super lindo tudo isso que escreves-te

    Sónia
    Taras e Manias

    ResponderExcluir

Qualquer comentário é bem vindo, mas se for comentários de sdv, eles serão devidamente ignorados.
Beijos.