Diário de bordo: dia 1 em Paris.


   Salut! Para quem não sabe, eu e meu namorado passamos 10 dias batendo perna em Paris e Londres (e já quero voltar pra lá gente, socorro!!). Então resolvi fazer um post contando sobre o roteiro que eu mesma organizei. Como são 10 dias, resolvi dividir o post, porque senão ficaria muuuuuuuito gigante né? Enfim, espero que gostem :)

     Dia 1:

   Bem, não irei contar com a viagem de avião e a de ônibus (deu um problema nas nossas passagens de trem pra ir de Londres a Paris na ultima hora :/) que me levou do Rio a Londres e de Londres a Paris. Mas só quero deixar um comentário sobre como a KLM é maravilhosa, tem muita comida (desconheço comida na aviação brasileira) e sobre que viajar de ônibus pela Europa é uma opção baratíssima (algumas passagens a 10,20 libras) e muito confortável.

   Assim que chegamos, nos deparamos com um frio de 5º, estávamos mal agasalhados, nos perdemos pra achar o hotel e detestamos a arrogância dos franceses haha. Mas isso não impediu de, assim que descansássemos um pouquinho, pegar o metrô e ir pra Montmarte. 
   O primeiro lugar que visitamos de lá é a basílica de Sacré-Coeur (foto acima). Ela está localizada no ponto mais alto de Paris e tem uma vista incrível da cidade. 


   Não pode tirar foto dentro dela, mas achei ela linda, linda! Então fomos descendo por a pracinha que tem ai na frente,  que normalmente ficam os pintores e na qual eu estava louquíssima pra comprar um quadro. Mas, pro meu azar, devido a chuva que estava rolando no dia, os pintores não estavam lá :/// Mas tudo bem, pelo menos eu vi o carrossel da Amelie Poulain hihi


   De lá saímos por uma ruazinha lotada de loja de souvenires (se você está indo a Paris, só compre souvenires lá!) e fomos andando, andando, andando... O melhor conselho que recebi foi pra eu me perder em Paris, e gente, como é bom se perder naquele lugar, é tudo lindo!  Então fomos andando por lá, vendo como é o clima de Montmartre, até que achamos o Moulin Rouge haha


   Não quisemos jantar lá porque as críticas são unanimes: quem já viu o carnaval do Rio de Janeiro não vai ficar tão empolgado com um simples cabaré hahaha Mas apesar de ser uma experiência nova e tudo mais, realmente não dava pra assistir porque a fila é GI-GAN-TES-CA. E como nem tínhamos ingresso nem nada, resolvemos passar batido, subir a ruazinha lateral e tomar um café no lugar onde Amelie Poulain trabalhava, o cafe de deux moulins.


   Chegamos lá e pedimos ajuda do garçom, que, ao contrário que todo mundo fala, os garçons são os franceses menos arrogantes de Paris, e tomamos um café muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito bom, nossa, era maravilhoso gente! Vale muito a visita. Ai saímos de lá e fomos andar mais um pouquinho a procura de um crepe de nutella haha E acabamos nos perdendo, mas demos de cara com paisagens assim: 


   Depois de acharmos um cara fazendo crepe e eu ter me entupido de crepe de nutella resolvemos voltar pro hotel, porque mesmo com sol, já eram 21:00 e precisávamos descansar já que estávamos há dois dias pegando avião ou viajando de ônibus. Amanhã posto sobre a Notre Dame e o Quartier Latin, os lugares que eu mais gostei de Paris!
Um beijo!




2 comentários:

  1. Preciso da sua ajuda, clica no link, ainda indico seu blog *-* http://des-conversando.blogspot.com.br/2013/06/preciso-da-ajuda-de-voces-por-favor.html

    ResponderExcluir
  2. Que sonho de viagem, que linda você *-* Amei saber mais dos detalhes diários, quero ver maaaaiiiis!

    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir

Qualquer comentário é bem vindo, mas se for comentários de sdv, eles serão devidamente ignorados.
Beijos.